Páginas

4 de jun de 2014

Raspberry Pi

Um computador, na realidade um mini computador, de baixo custo, do tamanho de um cartão de crédito, que pode ser acoplado a uma TV digital ou a um monitor de computador. Pode ainda receber um cartão de memória comum (como os de câmeras digitais). Você pode ainda usar o Raspberry Pi com um teclado e mouse. Possui entrada USB. Enfim , um completo mini computador.

Com um sistema operacional open source - o NOOBS (New Out Of the Box Software) - o Raspeberry Pi possui ainda versões específicas de diversas distribuições Linux. 



Excelente para os mais variados usos, desde navegar na Internet, ouvir música, assistir TV, planilhas eletrônicas, editores de texto, programação (isso mesmo e usando Python) e se você se esforçar um pouco mais poderá criar dispositivos para o crescente mercado de Internet das Coisas (que será assunto de um próximo post aqui no blog). Pode ser usado inclusive por crianças para o ensino de lógica de programação entre outras finalidades acadêmicas.

O projeto surgiu em 2006 na Inglaterra e começou a ganhar força em 2008 com a evolução dos processadores para dispositivos móveis.

Site Oficial: http://www.raspberrypi.org/

Tutoriais: https://www.youtube.com/user/RaspberryPiTutorials/videos

O que é o Raspberry Pi (em inglês)




Configurando seu Raspberry Pi (em inglês)

2 de jun de 2014

Infográfico: Universo Digital terá 44 trilhões de gigabytes em 2020 - IDG Now!


Infográfico: Universo Digital terá 44 trilhões de gigabytes em 2020 - IDG Now!

Dados do 7º estudo EMC Digital Universe, o único a quantificar e prever o volume de dados produzido anualmente no mundo, divulgados esta semana mostram que o volume de dados digitais está dobrando de tamanho a cada dois anos e vai se multiplicar por dez até 2020.

O estudo deste ano, intitulado “O Universo Digital das Oportunidades: riquezas de dados e valor crescente da Internet das Coisas”, com pesquisa e análise da IDC, mostra que dos 4,4 trilhões de gigabytes (ou 4,4 zettabytes) de informação em 2013, saltaremos para 44 trilhões de gigabytes (44 zettabytes) em 2020 e que 10% desse volume de dados corresponderá à Internet das Coisas.

O estudo permite criar cenários visuais muito interessantes sobre a informação digital que ajudam a entender o tamanho desse universo em expansão. Por exemplo, se fossem armazenados, os dados atuais ocupariam uma pilha de tablets iPad Air (cada um com 7,5 mm de espessura e capacidade de 128 GB) que chegaria a 2/3 da distância da Terra à Lua (253.704 quilômetros). Os dados previstos para 2020 representarão 6,6 pilhas de iPad Air.

Confira no infográfico abaixo mais detalhes sobre o estudo.



Fonte: IDGNow! - TI Corporativa